Saturday, January 13, 2007

Expedições em BTT - alguns conselhos

Preparação da bicicleta

Devido à dureza de algumas expedições, a escolha da bicicleta a utilizar é importante. Assim esta deverá ser o mais leve possível, mas ao mesmo tempo fiável nos equipamentos de que é montada, tendo sempre em conta a facilidade de manutenção.
Quando as etapas são longas, deverá evitar-se a utilização de bicicletas construídas em materiais muito rígidos (ex: alumínio, fibra de carbono) por estes aumentarem a fadiga. A incorporação de suspensão à frente é por assim dizer uma necessidade, e a suspensão total é de considerar se isso não significar um aumento excessivo de peso. No ideal uma bicicleta para esta travessia tal como a planeamos fazer, não deverá ter um peso superior aos 11,5 kg . Os acessórios que eventualmente se venham a fixar à bicicleta deverão ser o mais centrais possíveis. Devem evitar-se os alforges laterais quer à frente quer atrás, que desequilibram a bicicleta em descidas técnicas e zonas trialeiras.

Recomenda-se que a bicicleta seja minuciosamente revista em preparação para a expedição, dando especial atenção ao seguinte:
-
Substituir cabos e bichas das mudanças e travões
- Substituir corrente, cassete e rodas pedaleiras se a corrente não tiver sido mudada nos últimos 500 kms.
- Substituir o guiador se este for de alumínio e tiver mais de 1 ano.
- Limpar, verificar e substituir se necessário, ou lubrificar; caixa de direcção, cubos das rodas, centro pedaleiro e pedais.
- Verificar e corrigir o empenho das jantes
- Substituir os pneus se estes apresentarem desgaste. Aconselha-se o uso de pneus de carcassa resistente, para pisos duros com pedras.

Material de manutenção individual:

Durante as etapas da expedição aconselha-se os participantes a transportarem pelo menos:
- Uma câmara de ar
- Caixa de reparação de furos
- Jogo de desmontas
- Descravador de correntes
- Jogo de chaves tipo canivete
- Bomba
- Lubrificante para a corrente
- Um pedaço de arame ou cordeleta

Se houver carro de apoio levar muitas outras ferramentas e peças sobressalentes para eventuais reparações de maior porte no final das etapas . (Ex: pneus, rodas completas, desviadores, correntes, guiadores, cassetes, tubos de selim, selins, rodas pedaleiras, cranks, pedais e cleats, centros pedaleira, cabos de travão e mudanças, peças para travões de disco, calços, pastilhas, camâras de ar, raios, manípulos de mudanças, etc.).

Alimentação


Durante a travessia as principais refeições serão o pequeno almoço e o jantar. Assim o pequeno almoço deverá ser abundante e substancial (com a inclusão de cereais) . Cada participante deverá pois levar consigo, no carro de apoio a quantidade suficiente dos seus cereais preferidos para toda a travessia, já que na maioria das unidades hoteleiras onde se pernoita não é vulgar oferecerem cereais ao pequeno almoço.
O almoço (pic-nic) será constituído por pequenos lanches do tipo sandes e fruta no inicio ou no meio de cada etapa. Aconselha-se a levarem também como complemento as barras energéticas da vossa preferência.
O jantar em restaurante visará uma ingestão apreciável de hidratos de carbono e proteínas.
Não esquecer que uma boa hidratação é mais importante que uma boa refeição e portanto deverá levar água em quantidade (nalgumas etapas não existe possibilidade de reabastecimento). Seguir as indicações do guia para cada etapa. Aconselha-se o uso de CAMEL BAK de 3 litros em preferência aos cantis, já que aqueles não só transportam maior quantidade de água como a mantêm mais fresca durante mais tempo, ainda, os cantis e seus suportes prejudicam o transporte da bicicleta ao ombro.

Equipamento pessoal para a prática da actividade

Recomenda-se equipamento básico recaindo a escolha em roupa adequada à prática do BTT:
- 3 blusas de ciclismo de material transpirável
- 3 calções almofadados
- 1 impermeável ligeiro (tipo corta-vento)
- luvas
- capacete
- óculos
- sapatos de sola rígida
- meias transpiráveis
- fitas suadeiras para a cabeça


Outras coisas importantes a não esquecer:
- Protector solar
- Batom para o cieiro
- Creme "relax" para massajar as pernas.
- Pomada Halibut para evitar assaduras ( 2 bisnagas por pessoa )
- Pomada para furúnculos
- Detergente liquido para lavar roupa (tipo Soflan)

2 comments:

Luís Éme said...

Bem vindo à blogosfera, Vitor.

Luis Eme said...

Então, não aparece nada de novo por aqui?

Abraço